Tradição e economia fazem da Jecana um dos principais eventos juninos

Criada em 1971, a ‘Jecana do Capim’ costuma atrair em três dias de festa mais de 10 mil pessoas. O evento, integrante do calendário junino e que ocorre no próximo final de semana, de 31 de maio a 2 de junho, tem dois aspectos que tornam o festival importante para a comunidade localizada no interior de Petrolina: a tradição cultural e a geração de oportunidades para empregos indiretos e comércio.

Além de muito forró e a corrida de jegues com um total de prêmios em até R$ 30 mil, a movimentação da festa aquece o comércio local e garante uma maior circulação de renda entre os negociantes locais, estimulando também a geração de empregos indiretos. Na vila, onde moram quase 100 famílias, existem quatro bares fixos, sete restaurantes, cerca de 50 ambulantes que estarão expondo seus produtos, além dos comerciantes em barraquinhas que já estarão prontas para receber a todos, logo após a missa que será celebrada na sexta-feira, 31 de maio.

Para Iranildo Rodrigues dos Santos, que mora há mais de 50 anos no Capim e herdou do seu pai um bar, a expectativa de vendas com a Jecana é sempre positiva. “A gente está esperando que seja ainda melhor que o ano passado, também estamos investindo mais contando já com essa expectativa de um público de mais de 10 mil pessoas. Com certeza, vai dar certo pra todo mundo!”, afirma o comerciante.

O secretário de Governo e Agricultura, Simão Durando Filho, ressalta a história e importância cultural da Jecana desse evento que, ao longo de quase meio século, se tornou uma festividade junina tradicional para os petrolinenses. “A Jecana do Capim foi criada na gestão do saudoso prefeito Simão Durando que deu todo o incentivo para a primeira edição. De lá para cá, ela cresceu e se tornou uma das manifestações culturais mais autênticas em Petrolina. Hoje, ela gera emprego e renda para muitas pessoas, vem jegueiros de vários estados do Nordeste participar desse grande momento de alegria em que o povo sertanejo celebra como parte da cultura regional”, destacou o gestor.

Programação

A programação tem início na sexta-feira (31), com missa às 19h na igreja católica local. No sábado, dia 1º de junho, às 14h terá início o ‘Torneio de Futebol Júlio José dos Santos’, no campo da comunidade, às 17h haverá a ‘Jegueada’ dentro da vila, no mesmo percurso da corrida; no período da noite estarão abertas as barracas e haverá shows a partir das 20h com as atrações musicais César Tenório, Suzana Coelho e Sérgio do Forró. Já no domingo (2), acontecerá a tradicional corrida de jegue às 9h, em seguida o ‘Forró do Poeirão’ com shows dos artistas Guilherme Dantas e Victor Fernandes.

COMPARTILHAR