Prefeitura vai monitorar postos para evitar aumento abusivo no preço da gasolina

Depois de alguns postos registrarem aumento abusivo no preço da gasolina, na noite desta quarta-feira (23), a Prefeitura de Petrolina adotou uma medida a fim de evitar que o mesmo aconteça na cidade.

Para acompanhar a situação, o Programa Municipal de Defesa do Consumidor (Prodecon), está notificando os postos da cidade com objetivo de monitorar o aumento praticado nos últimos 12 meses. A medida é para evitar que, aproveitando-se da greve dos caminhoneiros, os empresários elevem os preços de seus produtos a patamares exorbitantes, como explica o diretor-presidente do órgão, Dhiego Serra.

Nós estamos solicitando aos empresários do ramo um relatório sobre os aumentos adotados nos últimos doze meses para que, a partir daí, nós tenhamos condições de avaliar este percentual. Vale lembrar que tais atos abusivos caracterizam infrações ao Código de Defesa do Consumidor podendo o fornecedor incorrer nas mais diversas sanções administrativas”, disse.

Serra lembra ainda que qualquer cidadão que perceba um aumento abusivo no preço do combustível pode fazer sua reclamação junto ao Prodecon. A reclamação pode ser protocolada no órgão que funciona no Centro de Convenções Senador Nilo Coelho das 8h às 12h. Para formalizar a denúncia, é preciso apresentar cópia de RG, CPF, comprovante de residência, além de nota ou contrato relacionado ao produto ou serviço denunciado. Outras informações através do número: 3861-3066.

COMPARTILHAR