Prefeitura reforça vacinação após surto de caxumba em campus da Univasf de Petrolina

A Prefeitura de Petrolina reforçou a vacinação em pessoas que tiveram contato com casos suspeitos ou confirmados de caxumba na cidade. A ação feita pela Secretaria de Saúde foi necessária após investigação da Vigilância Epidemiológica, que confirmou cinco casos da doença no Campus de Ciências Agrárias da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf).

Devido à situação, a Secretaria de Saúde realizou na manhã desta quinta-feira (2), um bloqueio vacinal seletivo. A vacina tríplice viral, que protege contra sarampo, caxumba e rubéola, foi aplicada em quem teve contato direto com indivíduos diagnosticados com o vírus.

Os demais estudantes, funcionários e docentes que desejarem se imunizar devem se encaminhar à unidade de saúde mais próxima para fazer uso da vacina, levando, se houver, carteira de vacinação, para a atualização da situação vacinal.

De acordo com a secretária executiva de Vigilância em Saúde, Marlene Leandro, os 5 casos registrados já configuram-se como surto. “Os cinco casos configuraram um surto, pois, os acometidos pela doença possuíam vínculo epidemiológico, no caso, todos eram alunos do Campus da medicina veterinária da Univasf. Por se tratar de um agravo transmissível, foram realizadas todas as orientações, deste o afastamento temporário das atividades, ao repouso e uso remédios para dor, sob orientação médica.”, explica.

Ainda segundo Marlene, os sintomas mais comuns da caxumba são: inchaço na região do pescoço, dor ou dificuldade para deglutir, dor de cabeça e febre não muito alta. Ela destaca que esses sintomas são os mesmos de outras doenças, e por isso só uma investigação epidemiológica e avaliação médica poderá fazer o diagnóstico diferencial e confirmar ou não se é caxumba.

COMPARTILHAR