Prefeitura investe em tratamentos alternativos e forma profissionais para atuar com acupuntura

Com o objetivo aprimorar os conhecimentos sobre Práticas Integrativas e Complementares (PICS), os profissionais da rede pública de saúde de Petrolina participam de uma formação em Auriculoterapia. O curso, que iniciou ontem (8), acontece através do projeto de extensão Centro de Referência em Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (CERPICS), da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) e encerra nesta quinta-feira (9).

A formação está contemplando os profissionais de saúde do Núcleo Ampliado de Saúde da Família (NASF-AB); Centros de Atenção Psicossocial (Caps), além da equipe do programa Consultório na Rua.

A Auriculoterapia, que já é utilizada pelos profissionais, faz parte da medicina tradicional chinesa, sendo atualmente um ramo na especialidade da Acupuntura, e foi oficializada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como uma terapia de microssistema. Consiste na estimulação de pontos específicos para aliviar dores ou tratar problemas físicos e psíquicos.

É um método que conseguiu impor-se pelos resultados obtidos e por ser pouco invasivo, o que faz com que seja bem aceito pelos pacientes. Então, estamos cada vez mais capacitando nossas equipes para a utilização dessa e outras técnicas que venham trazer benefícios à saúde da população que faz uso dos serviços ofertados através Sistema Único de Saúde”, explicou a  gerente do Núcleo de Educação e Saúde, Lorenna Ferraz.

 

Fotos: Divulgação

COMPARTILHAR