Prefeitura de Petrolina já investiu R$ 3,5 milhões na climatização da Rede Municipal de Ensino

Até dezembro de 2024 todas as unidades de ensino estarão com os aparelhos instalados

Nas unidades educacionais, o ar-condicionado se tornou um elemento fundamental para garantir o bem-estar de alunos e professores. Pesquisas apontam que salas de aula climatizadas proporcionam mais saúde e grandes avanços na produtividade e capacidade de concentração dos estudantes. Ciente sobre a importância desse equipamento para as Escolas, CMEIs e unidades do Programa Nova Semente, a Prefeitura de Petrolina, por meio da Secretaria de Educação, Cultura e Esportes, já investiu quase R$3,5 milhões na aquisição desses aparelhos. Esta é uma iniciativa prioritária na educação do município, que tem como meta climatizar 100% das unidades até dezembro de 2024.

Na educação infantil, o processo de climatização foi iniciado pelos CMEI’s, com a instalação de ar-condicionado em 337 salas de aula. Já nas Unidades do Programa Nova Semente, das 430 salas, 108 já foram climatizadas, com previsão de alcance de 100%, no primeiro semestre de 2023. Quanto às escolas, 40% já possuem climatização. As unidades que ainda não foram climatizadas, a gestão municipal prevê investimentos na implantação de subestações, que garantirá estabilidade, proteção e eficiência energética, sem comprometer a rede elétrica das instituições.

Presente no dia a dia dos alunos do 5º ano da Escola Municipal Rubem Amorim Araújo, a professora Silvana Pereira destaca os benefícios proporcionados pelos ambientes climatizados para garantir um aprendizado e desenvolvimento humano de qualidade. “Antes, na escola era um calor muito extremo e os alunos estavam sem disposição. A climatização modificou tudo. Hoje a realidade é outra: outra escola, outro ambiente e o comportamento dos alunos melhorou bastante”, contou a professora.

A secretária de Educação, Cultura e Esportes, Rosane da Costa, destacou o esforço da gestão para garantir ambientes mais saudáveis e produtivos na rede municipal. “Sabemos que nossa cidade é muito quente e com o calor os estudantes têm dificuldade para se concentrar, além de ser difícil também para o professor dar aula. Esses investimentos só reforçam o cuidado da gestão com o bem-estar, conforto e o aprendizado dos nossos alunos. Nosso gestor busca de forma permanente a criação de espaços mais confortáveis, acolhedores e de uma educação mais humanizada para os estudantes e profissionais da rede de ensino”, finalizou Rosane.

COMPARTILHAR