Prefeitura busca apoio para ampliar número de Escolas em Tempo Integral

Para captar recursos e ampliar o programa Escola em Tempo Integral, representantes da Prefeitura de Petrolina, em parceria com o Instituto de Corresponsabilidade pela Educação (ICE), se reuniram com o Conselho Empresarial da Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (FIEPE) unidade regional do Sertão do São Francisco, para apresentar o projeto. O encontro foi realizado nesta quarta-feira (22), no auditório da instituição.

Na ocasião, o presidente do ICE, Marcos Magalhães, explicou o objetivo e os resultados alcançados pelo programa em todo país. Trazendo para a realidade de Petrolina, ele apontou os números referentes ao recurso municipal investido anualmente em educação, os custos de uma escola que funciona em horário regular e quanto é necessário para transformá-la em uma unidade de tempo integral. Além disso, pontuou que para o setor privado, o investimento em educação traz benefícios como a qualificação da mão de obra.

O programa tem o objetivo de aumentar de 3 para 10 o número de escolas implantadas, beneficiando mais de 10 mil alunos do Ensino Fundamental I e II com uma metodologia diferenciada. O secretário executivo de Desenvolvimento Econômico, Thiago Brito, pontuou que outros empresários da região já estão apoiando a iniciativa. “Nossa proposta é que cada empresário se sensibilize e contribua com o projeto, compartilhando a ideia com outros empresários. Vamos criar um conselho ‘Guardiões da Educação de Petrolina, para garantir a implantação e padronização deste modelo de uma forma perene, deixando um legado para nossa cidade”, constata.

Também participaram do encontro, a secretária municipal de Educação, Margareth Zaponi; representantes da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Sindilojas e Sicredi Vale do São Francisco.

Foto: Arquivo PMP

COMPARTILHAR