Prefeitura apresenta equipe que prestará assistência técnica a 24 assentamentos

A cidade de Petrolina foi a primeira de Pernambuco a firmar parceria com o INCRA para orientar agricultores na elaboração de projetos para liberação de créditos.

Para discutir o assunto, estiveram reunidos no auditório do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Assalariados Rurais de Petrolina (STTAR), na manhã desta sexta-feira (30), representantes de 24 assentamentos, do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), da Federação dos Trabalhadores Assalariados Rurais do Estado de Pernambuco (FETAEPE), do Sindicato dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras  Familiares (STTR), do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA), do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) e da Prefeitura de Petrolina.

Na ocasião, foi apresentada a equipe de técnicos e engenheiros agrônomos da Secretaria de Governo e Agricultura (SEGOA) que prestarão, de forma pioneira na cidade, assistência técnica aos assentamentos ligados ao instituto contemplados com o Termo de Cooperação Técnica assinado entre o governo municipal e o INCRA. Toda a equipe participou de um treinamento no INCRA sobre “Créditos de Instalação nos Projetos de Assentamento de Reforma Agrária” e recebeu os certificados durante a reunião.

Participaram da reunião o presidente do STTR, Maurício José, a presidente do STTAR, Lucilene Lima (Leninha), a agente de Desenvolvimento do BNB, Roselene Duarte, o gerente do PRONAF BNB, Luis Vagner, o coordenador do Programa Agroamigo, Evandro Melo, o superintendente interino e o recém-empossado superintendente do INCRA em Petrolina, César Teixeira e Bruno Medrado, além da diretora de Políticas Agrárias da FETAPE, Maria Givaneide, o representante do MST, Florisvaldo Araújo, o assessor especial Pedro Brandão e o secretário de Governo e Agricultura de Petrolina, Simão Durando.

A partir de setembro, a equipe irá a campo para identificar in loco as principais demandas. A assistência inclui a execução de serviços topográficos que vão auxiliar na titulação definitiva dos assentamentos; parceria nos serviços de regularização das famílias assentadas e elaboração de laudos para construção e reforma de moradias nos assentamentos.

Foto: Jaquelyne Costa

COMPARTILHAR