Prefeitura adota medida emergencial para controlar infestação de pombos em escola

Uma grande quantidade de pássaros da espécie Columba livia doméstica, os conhecidos pombos, passou a ocupar os telhados da Escola Municipal de Tempo Integral Monsenhor Bernardino, no bairro Vila Eulália. Mesmo sem nenhum estímulo para atraí-los, os animais se concentravam no espaço chamando atenção não somente dos alunos, mas também da Secretaria de Educação, Cultura e Esportes, que passou a se preocupar com os perigos à saúde humana por conta de um fungo presente nas fezes e através de uma espécie de piolho existente nos animais.

Preocupada com o bem estar dos alunos e da equipe escolar, a Secretaria, após análise feita no prédio da unidade de ensino, optou por contratar uma empresa especializada na prestação de serviços de retirada de pombos, sem prejudicar os animais. Neste sábado (24), profissionais estiveram no prédio executando o trabalho de dedetização em todo o espaço. Durante o final de semana, o local será devidamente lavado e os resquícios do produto utilizado na escola serão removidos. Além disso, durante o mês de setembro, será feito o embarreiramento no telhado para evitar que os pássaros retornem ao local.

A secretária de Educação, Cultura e Esportes, Margareth Costa, destaca a importância de controlar a proliferação das aves, respeitando as questões ambientais. “Essa medida foi necessária para garantir o bem estar dos nossos estudantes e profissionais que ali convivem. É importante ressaltar, que os pombos não devem ser mortos, apenas controlados. Sabemos da importância ambiental dessas aves para o equilíbrio do meio ambiente e a intenção da prefeitura é somente prevenir qualquer problema de saúde gerado pela presença dos mesmos”, pontua.

COMPARTILHAR