Petrolina: profissionais da Secretaria de Saúde fazem acompanhamento com pacientes pós-Covid

Quando o assunto é Covid-19, a população e os órgão de saúde ainda estão pisando em solo desconhecido que, aos poucos, vem sendo desbravado. Mais de um ano após a chegada do vírus ao país, ainda não se sabe, ao certo, como cada organismo pode reagir ao vírus. O fato é que as marcas deixadas pelo coronavírus existem e, por vezes, exigem um atendimento plural e especializado. Em Petrolina, em paralelo a luta contra a pandemia, o município já iniciou o trabalho de reabilitação pós-Covid. Até o momento, dos 30.306 casos confirmados, mais de 26 mil já estão recuperados.

Entre as ações referentes à reabilitação em Petrolina, é possível destacar o acompanhamento físico e psicológico, comandado pelo Núcleo Ampliado de Saúde da Família e Atenção Primária (NASF-AP), que funciona dentro das Unidades de Saúde. De acordo com o educador físico, Luiz Carlos Vasconcelos, infelizmente, as sequelas de infecções respiratórias são capazes de prejudicar o desempenho dos praticantes de exercícios físicos.

“O acompanhamento no pós-Covid é feito através da indicação médica. Normalmente são pacientes que apresentam cansaço, falta de ar, dores no corpo, além da capacidade pulmonar comprometida. Nosso corpo não volta espontaneamente, ele precisa de um estímulo, e o exercício físico tem essa função”, frisou.

Além do cuidado com a parte física, as equipes também fazem acompanhamento psicológico. As sequelas emocionais decorrentes da covid-19 podem ser definidas através de características físicas e com reações adversas. Algumas sensações podem ser transformadas em gatilho, gerando o desencadeamento de transtornos psicológicos como ansiedade, crises de pânico, entre outros.

COMPARTILHAR