Petrolina aplicou mais de 5.500 vacinas contra a COVID-19 durante fim de semana 

Neste fim de semana (19 e 20), a Prefeitura de Petrolina, por meio da Secretaria de Saúde, realizou um mutirão para aplicar a segunda dose de Coronavac. A imunização foi realizada na sede e também na zona rural da cidade. O objetivo da ação foi concluir o esquema vacinal de idosos de 60 a 64 anos e profissionais da saúde. Além destes públicos, o município imunizou com a primeira dose pessoas com comorbidades, gestantes, puérperas, população em geral com 45 anos e mais e os grupos prioritários pertencentes ao Plano de Imunização. Ao todo, foram aplicadas 5.596 vacinas entre D1 e D2 em Petrolina. No sábado (19), entre primeira e segunda dose em Petrolina, foram aplicadas 4.759 vacinas. Já neste domingo (20), foram 837 doses.

Para receber a primeira dose da vacina contra a COVID-19, Rejane Campos, que é hipertensa, chegou cedo ao IGEPREV. Ela estava ansiosa para tomar o imuno. “As minhas filhas fizeram o cadastro e agendamento. Eu estava com um misto de ansiedade e medo, isso porque eu não gosto de agulha, mas como é para nos proteger, então eu fui. Chegando lá, minhas filhas e algumas pessoas tentaram me tranquilizar. Confesso que estava muito nervosa e depois que aplicaram tudo passou. Estou muito feliz por ter recebido essa vacina. O meu desejo é que tudo isso passe logo”, concluiu Rejane.

Idosos com 64 anos podem se dirigir a Escola Municipal 21 de Setembro, no bairro José e Maria; idosos com 63 anos serão imunizados no SESI, Vila Mocó; já os idosos com os 60, 61 e 62 anos devem procurar o polo do Centro do Idoso Vó Pulú, na Vila Eduardo. Por meio de drive-thru, que está localizado na Avenida Principal da Vila Eulália, todas as faixas etárias de pessoas idosas poderão ser imunizadas.

Para os profissionais de saúde, estão reservadas as salas 16, 17, 23 e 25 do bloco de aulas, da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF). A partir de quarta-feira (23) os idosos, em qualquer faixa etária, podem ir para o SESI, na Vila Mocó, ou ao drive-thru da Vila Eulália para ser vacinado. Para os profissionais de saúde, continuará aberta apenas a sala 16 na UNIVASF para atender este público.

COMPARTILHAR