Estudantes da Rede municipal de Petrolina participam de Olimpíada Brasileira de Matemática

Nesta terça-feira (5), estudantes da Rede municipal de ensino de Petrolina participaram da primeira etapa da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP). A competição nacional é destinada a estudantes a partir do 6º ano do ensino fundamental e também da Educação de Jovens e Adultos.

Nesta etapa, os alunos responderam 20 questões em 2h30. Os classificados irão participar da segunda fase, uma prova discursiva, em 15 de setembro. Em 2018, mais de 54 mil escolas e 18 milhões de alunos estão participando da competição.

Na escola municipal Luiz de Souza, no Serrote do Urubu, área ribeirinha, os alunos participaram das atividades. De acordo com a gestora da unidade, Janice Fonseca, o objetivo é estimular e promover o estudo da matemática na sala de aula. “Nosso foco é contribuir para a melhoria da qualidade da Educação, bem como apresentar oportunidades para que os alunos possam se envolver e estudar a matemática que, para muitos, ainda é um grande problema”, pontuou.

Segundo Joelma Reis, diretora de Ensino da Secretaria de Educação de Petrolina (Sedu), a competição é um instrumento que reforça o aprendizado. “Nossa equipe destina uma atenção especial para garantir o bom desempenho dos alunos na OBMEP, pois entendemos sua importância pedagógica e, principalmente, como um agente transformador, auxiliando os alunos no processo de ensino-aprendizagem”, destacou.

Nos últimos anos, os alunos e professores das unidades de ensino municipais foram destaque na premiação obtendo grandes pontuações. O aluno Júlio César Coelho, por exemplo, conquistou medalha de ouro na OBMEP em 2017, 2016 e 2015. “Temos uma tradição de bons resultados, fruto do nosso empenho pedagógico e de formação continuada que fazemos com os professores. Temos certeza que teremos novos ‘Júlio’s’”, ressalta Willany Cunha, diretora de Formação da Sedu.

Sobre a OBMEP

A OBMEP é realizada pelo IMPA e promovida com recursos do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e do Ministério da Educação (MEC), com o apoio da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM).A olimpíada integra o calendário de atividades do Biênio da Matemática do Brasil 2017-2018, que tem patrocínio do BNDES e apoio dos ministérios da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações e da Educação. Criada em 2005, a OBMEP tem como metas estimular o estudo da Matemática, revelar talentos – incentivando seu ingresso nas áreas científicas e tecnológicas – e promover a inclusão social pela difusão do conhecimento.

COMPARTILHAR