Entenda o fluxo de atendimento do hospital de campanha

O primeiro hospital de campanha de Petrolina, montado pela prefeitura no Monte Carmelo e inaugurado oficialmente nesta segunda-feira (25), atenderá casos suspeitos ou confirmados da Covid-19, que apresentem quadro clínico de menor gravidade com critérios para internação e que tenham passado por atendimento e regulação da Atenção Básica, ou seja, pelo posto de saúde.

Pessoas com sintomas gripais precisam procurar uma unidade de saúde e passar por avaliação médica, que irá analisar a situação clínica do paciente e definir se ele precisa ser internado no hospital de campanha, que funcionará totalmente regulado, pelos profissionais das Unidades Básicas de Saúde (UBSs). Aos sábados, domingos e feriados ou a partir das 17h (já que os postos fecham nesse horário), os pacientes deverão procurar a Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Casos graves serão encaminhados para UPA ou Hospital Universitário (HU). A transferência dos pacientes será feita exclusivamente por meio de uma ambulância que ficará no hospital de campanha.

Os leitos foram organizados de acordo com os critérios de segurança do Ministério da Saúde, respeitando distância mínima de um metro. Pessoas confirmadas com covid-19 ficarão em uma ala separada dos suspeitos. O hospital, que tem capacidade de 100 leitos, conta com profissionais devidamente capacitados de acordo com o quadro de pandemia mundial. A equipe é composta por profissionais que ocupam cadastro reserva aberto pela prefeitura.

COMPARTILHAR