Em encontro, prefeitura tira dúvidas de investidores sobre PPP da Iluminação Pública

Durante dois dias, empresas interessadas em participar da Parceria Pública Privada (PPP) da Iluminação Pública de Petrolina, puderam tirar dúvidas e sugerir alterações no edital que está em andamento. Este primeiro encontro foi realizado na sede do BNDES, na capital do Rio de Janeiro, nesta terça (21) e quarta-feira (22).

Durante os dois dias, participaram do evento o representante da Prefeitura de Petrolina, o secretário de Infraestrutura, Mobilidade e Serviços Públicos, Fred Machado, funcionários do BNDES ligados ao setor e 5 empresas, sendo 3 delas multinacionais. O encontro tem como finalidade tornar o edital, que está em fase de elaboração, o mais claro possível para todos àqueles que devem participar.

“Tivemos empresas brasileiras, francesas e italiana participando da rodada. Isso mostra a força que nossa cidade tem. Essa PPP irá trazer modernização e economia para os petrolinenses. Imagine todos poderem ter acesso à lâmpada de LED nas portas de sua casa. Com a finalização desse processo isso não será apenas imaginação, como uma realidade. A gestão tem trabalhado forte para trazer cada vez mais bem-estar e segurança para todos petrolinenses” enfatiza o secretário, Fred Machado.

O processo está na fase de Consulta Pública, onde empresários e a população podem deixar as colaborações para a formulação do edital, até esta sexta-feira (24). Os formulários, estudos técnicos e edital  no site da Prefeitura de Petrolina, pelo link: https://petrolina.pe.gov.br/parceria-publico-privada-ppp-da-iluminacao/   .As considerações devem ser encaminhadas para o e-mail: petrolina.pppiluminacao@gmail.com.

Sobre a PPP:

Entre as vantagens da parceria, a empresa vencedora do trâmite deverá, em até um ano, implantar lâmpadas em LED em todo município. Além de reduzir em cerca 50% o valor da energia de Iluminação Pública e implantar um sistema integrado que aponta quando alguma lâmpada das principais avenidas apagar.

Vencida esta etapa, o edital será reformulado com as considerações cabíveis e encaminhado para o TCE. A previsão é que em fevereiro o estudo seja publicado em Diário Oficial e em abril seja aberta a licitação. O processo está sendo conduzido pelo BNDES em parceria com a gestão municipal.

COMPARTILHAR