Educação Inclusiva: Prefeitura de Petrolina oferece curso de braille para professores da Rede municipal

Para capacitar os professores do Atendimento Educacional Especializado (AEE), a Secretaria de Educação de Petrolina (Sedu), através do Núcleo de Apoio Psicopedagógico as Pessoas com Deficiência (NAPPNE), está oferecendo curso de braille. A formação continuada, que começou nesta sexta-feira (13) e está sendo realizada no SEST SENAT, segue durante todo o ano letivo.

O curso é ministrado pelas braillistas Sirlene Caxias e Lidineide Maria da Silveira, servidoras do município. De acordo com a diretora do NAPPNE, Emiliana Freire, o objetivo da Sedu é reforçar o trabalho de inclusão de todos os alunos com deficiências visuais que já é realizado nas escolas e creches do município. “Com os profissionais capacitados vamos garantir aos alunos incluídos maior independência na escrita, na leitura e, consequentemente, maior facilidade de comunicação e de socialização”, pontuou.

Atualmente, a Rede municipal atende 20 alunos cegos e 45 alunos com baixa visão. Os estudantes são acompanhados através do Atendimento Educacional Especializado (AEE) que conta com professores, auxiliares e uma equipe de profissionais multidisciplinar.

Braille

É um sistema de escrita tátil utilizado por pessoas cegas ou com baixa visão. É tradicionalmente escrito em papel em relevo. O Braille recebeu este nome devido ao seu criador Louis Braille, que perdeu a visão em um acidente na infância. Em 1824, Braille desenvolveu aos 15 anos um código para o alfabeto francês em uma melhoria para a escrita noturna.

COMPARTILHAR