Educação 5.0: Prefeitura de Petrolina incentiva estudantes a serem protagonistas de sua aprendizagem

Com a pandemia da Covid-19, a vida se tornou ainda mais digital. O que não aconteceu de forma diferente com as instituições de ensino de Petrolina. Aulas online viraram realidade e toda a comunidade escolar precisou se adaptar.  Diante desse cenário, a Prefeitura de Petrolina sentiu ainda mais a necessidade de ofertar uma aprendizagem mais humana, tornando os estudantes protagonistas nesse processo. Desta forma, o Governo Municipal está promovendo até o dia 21 de outubro, a 11ª Semana Municipal de Ciência e Tecnologia, que tem como tema a ‘Educação 5.0: Novas perspectivas e desafios’.

O objetivo do evento é propiciar para a rede municipal, discussões acerca do potencial das tecnologias educacionais digitais como elemento facilitador da aprendizagem, tornando o ensino prazeroso, motivador, inovador e aproximando-se cada vez da realidade do educando. Na programação desta terça-feira (18), a Semana contou com as palestras do gerente de segurança do Cais da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), Edilson Lima, e do professor da Universidade de Pernambuco (UPE), Peterson Martins, além de mesa redonda e várias oficinas para produção de materiais audiovisuais, Clube de Robótica, dispositivos periféricos e armazenamento em nuvem.

A coordenadora do Núcleo de Tecnologia da Secretaria de Educação, Cultura e Esportes, Arlete Reges, destaca que a Semana de Ciência e Tecnologia irá promover uma reflexão sobre como a educação 5.0 pode preparar o estudante para o mercado de trabalho e ao mesmo tempo contribuir para o bem-estar em relação à sociedade. Arlete ainda enfatiza que nesse movimento, o estudante é o centro do processo de aprendizagem e a tecnologia é o meio para alcançar a transformação digital.

De forma inovadora, a gestão está integrando a tecnologia ao desenvolvimento dos alunos, unindo os conhecimentos digitais às habilidades humanas e socioemocionais para o bem-estar dos estudantes. As Unidades de Ensino que realizam esse trabalho na sua proposta pedagógica são capazes de desenvolver, além dos conhecimentos técnicos, competências como: trabalho colaborativo, melhor relacionamento interpessoal, empatia e tolerância às diversidades, criatividade, gestão de conflitos e mais fluidez na comunicação”, explicou Arlete.

COMPARTILHAR