Diálogo com instituições marca início da revisão do Plano Diretor Municipal

Com a proposta de revisar o Plano Diretor Municipal (PDM), a Prefeitura de Petrolina deu início ao diálogo com diversas instituições públicas, privadas e sociais, a fim de intensificar as discussões em torno da atualização do documento que tem o objetivo de orientar a ocupação do solo urbano considerando a preservação da natureza, da memória e os interesses dos habitantes. Por isso, os responsáveis pela elaboração do projeto técnico de atualização do PDM estão realizando visitas e entrevistas com representantes de empresas, sindicatos, associações, conselhos, universidades e entidades jurídicas até a próxima quinta-feira (7). A ação é de responsabilidade da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (SEDURBS).

A ideia desse trabalho, é construir um diagnóstico propositivo que vai servir de base para as próximas etapas de elaboração do PDM, como explica o arquiteto, urbanista e coordenador da consultoria da revisão do PDM, Geraldo Marinho. “Já temos uma agenda de entrevistas e reuniões de grupos que já alcança mais de vinte organizações empresariais, profissionais, sociais, ambientais, entre outros. Esse esforço concentrado nós chamamos de Missão Técnica, e constitui o momento em que mobilizamos sete especialistas de nossa equipe para estabelecer esse diálogo com a sociedade”, conta Marinho.

OFICINA

Para ampliar ainda mais as primeiras discussões em torno da atualização do PDM, uma oficina está marcada para a próxima sexta-feira (8). A ideia do encontro, que será realizado das 8h às 12h no auditório da sede da OAB Petrolina que fica na Avenida José de Sá Maniçoba, no centro da cidade, é permitir que outras organizações e qualquer cidadão possa contribuir compartilhando com as equipes da prefeitura suas impressões e expectativas sobre o PDM.

Para o secretário da SEDURBS, Eduardo Carvalho, o momento é importante e decisivo quanto o planejamento do futuro de Petrolina. “Estamos convidando todos aqueles que não forem visitados pelas nossas equipes esta semana para que o maior número de pessoas e instituições possa nos ajudar na elaboração do PDM. É só o começo de um grande trabalho que vai traçar os caminhos do desenvolvimento urbano da nossa cidade nos próximos anos e, conforme orientação do prefeito Miguel Coelho, a população pode e deve ser ouvida já que será a maior beneficiada com a atualização do nosso plano diretor”, destaca Carvalho.

 

COMPARTILHAR