Dia das Crianças: confira dicas do Prodecon para compras seguras

Para que os consumidores petrolinenses não tenham dores de cabeça com as compras do Dia das Crianças, celebrado no próximo sábado (12), o Programa Municipal de Defesa do Consumidor (Prodecon) repassa algumas dicas importantes a serem tomadas na hora das compras.

A primeira delas é fazer um planejamento sobre o que comprar e quanto gastar para não comprometer o orçamento mensal. Segundo o diretor presidente do órgão, vinculado à prefeitura, Dhiego Serra, alguns consumidores acabam se envolvendo com o clima atrativo das lojas e ultrapassam o valor estimado para gastos o que pode ocasionar novas dívidas.

É muito importante que as pessoas não comprem por impulso, é sempre bom pesquisar e procurar adquirir o produto dentro do seu orçamento e assim evitar se endividar. Muitas dívidas de cartão de crédito e negativação do nome do cliente, por exemplo, decorrem de períodos festivos nos quais o consumidor se empolga com as facilidades e depois acaba não conseguindo quitar o débito o que se transforma numa bola de neve”, destaca.

Uma outra orientação importante diz respeito à indicação de idade em cada brinquedo. Serra destaca que o consumidor deve ficar atento às informações da caixa e avaliar se o item desejado está compatível com a criança que será presenteada.

O Prodecon também esclarece sobre as trocas de produtos: neste caso, é preciso que o consumidor fique atento ao adquirir roupas e sapatos, pois, segundo o Código de Defesa do Consumidor, as lojas só são obrigadas a trocar produtos que apresentarem vício de qualidade (defeito de fábrica), ou seja, não são obrigados a trocar o produto só porque o consumidor não gostou da cor, tipo, modelo, tamanho, etc.

Os consumidores que se sentirem lesados neste período e quiserem fazer alguma reclamação junto ao Prodecon podem procurar o órgão que funciona no Centro de Convenções Senador Nilo Coelho das 8h às 12h. Para formalizar a denúncia, é preciso apresentar cópia de RG, CPF, comprovante de residência, além de nota ou contrato relacionado ao produto ou serviço denunciado. Outras informações através do número: 3861-3066.

Foto: Divulgação PMP

COMPARTILHAR