Confinamento: violência contra idosos aumenta mais de 100%

Em meio à pandemia que acontece em todo o mundo, a população idosa de Petrolina além de fazer parte do grupo de risco para contaminação da doença, sofre com um outro perigo: a violência intrafamiliar. Um levantamento de dados realizado pela prefeitura demonstra que, após medidas de isolamento social, houve um aumento no número de vítimas de algum tipo de violência ou abandono. A prefeitura pede que a população esteja atenta para denunciar possíveis casos e orienta sobre como proceder nessas situações.

Através do levantamento, é possível fazer uma comparação entre os meses de janeiro e fevereiro com março e abril. Os dados constatam um aumento de mais de 100% em denúncias após fevereiro, quando foram tomadas as medidas de isolamento social no município; sendo em março o maior pico de registros. Desde então, foram 9 vítimas de violência física, sexual ou psicológica e 16 de negligência ou abandono, totalizando 25 casos. Os números mostram ainda que a mulher segue sendo a principal vítima, correspondendo a pouco mais da metade dos casos.

Nesse cenário, o foco é amparar as vítimas. Para isso, a prefeitura vem agindo sobre a situação através do Centro de Atenção à Pessoa Idosa com ações preventivas e combativas. Por meio de ligações, equipes estão monitorando idosos que frequentam os Centros de Convivência de Idosos do município e agora estão em casa. Assim, tentam identificar possíveis casos de abuso. Outra ação contínua é a conscientização de idosos que ainda circulam pelas ruas da cidade, nas quais as equipes orientam sobre o coronavírus e aproveitam a oportunidade para divulgar canais de denúncia contra maus-tratos.

 

A prefeitura também conta com a população para notificar imediatamente os órgãos competentes ao presenciar situações de qualquer tipo de violência ou abandono. O Centro de Atenção à Pessoa Idosa pode ser contactado através do telefone (87) 3864-3291, das 7h às 13h. Outros canais disponíveis para denúncias e orientações:

 

– Disk 100;

– Conselho Municipal da Pessoa Idosa: (87) 3863-9044, das 8h às 13h, de segunda a sexta;

– Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas): (87) 3861-5371, das 7h30 às 13h, segunda a sexta;

– Central de Atendimento da Secretaria Executiva de Segurança Pública: 153;

– Polícia Militar: 190

COMPARTILHAR