Com novos equipamentos de assistência, Petrolina fecha ano como líder de políticas sociais em PE

Petrolina tem muito o que comemorar quando o assunto é o Desenvolvimento Social durante o ano de 2019. E isso pode ser explicado através de alguns dados, como o número do Indicador de Desenvolvimento dos Centros de Referência da Assistência Social (ID CRAS),cuja nota, atribuída pelo Ministério da Cidadania, subiu de 2,26, em 2016, para 4,1,  colocando a Capital do Sertão como o primeiro lugar no estado em valorização e fortalecimento das políticas sociais, além da estrutura, recursos humanos e serviços ofertados à população.

E já que o assunto são os serviços ofertados à população, o  programa Caravana da Cidadania contou com 11 edições em diversas comunidades em 2019, com mais de 12 mil atendimentos. Destaque também para o CRAS nas Comunidades, que descentralizou os serviços ofertados pelos Centros de Referência em Assistência Social em 37 comunidades, com mais de 3.500 atendimentos.  O programa de qualificação profissional, Qualifica Petrolina, capacitou mais de 5 mil pessoas somente neste ano em diversos segmentos.

A Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos também inaugurou novas estruturas para atender a população, a exemplo do Centro Pop, voltado às pessoas em situação de rua; o CRAS de Izacolândia em sede própria; a Casa da Cidadania em Caititu e um telecentro de Inclusão Digital em Rajada. Outra grande ação que facilitou a vida do petrolinense foi o agendamento social da Casa Bolsa via internet e telefone reduzindo filas e garantindo conforto e bem estar para quem precisa dos serviços.

Já no mês de dezembro, a Secretaria executiva de Juventude, Direitos Humanos, Mulher e Acessibilidade, ficou em primeiro lugar no Estado na 1ª edição do Prêmio de Inovação em Políticas Públicas de Juventude, ultrapassando projetos de grandes cidades pernambucanas, como a capital Recife e Olinda. O projeto “Força da Mulher: Jovens Protetoras” ganhou destaque na temática “Inovações na implementação de políticas públicas para juventude que envolvam tecnologias sociais”. Criado em julho deste ano, o projeto vencedor é uma das estratégias de combate à violência contra a mulher no município.

“Fazendo um balanço do quanto conquistamos este ano na área social, ficamos satisfeitos, com a sensação de dever cumprido, agradecendo pelo empenho do prefeito Miguel Coelho, que sempre deu apoio à nossa secretaria. Esperamos o novo ano com vontade de poder fazer cada vez mais na área social da cidade”, afirma o secretário de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Jorge Assunção.

COMPARTILHAR