Canal no whatsapp oferece apoio jurídico, social e psicológico a vítimas de violência doméstica em Petrolina

O isolamento social recomendado como prevenção à covid-19 pode, em alguns casos, representar um risco para mulheres que permanecem em casa, porém sofrem diante do risco de violência doméstica.  Por isso, a Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos de Petrolina está ampliando os canais de atendimento para dar suporte jurídico, social e até psicológico às mulheres vulneráveis a esse tipo violência.

De acordo com a secretária executiva de Juventude, Direitos Humanos, Mulher e Acessibilidade, Bruna Ruana, a prefeitura ampliou os canais de atendimento e agora a secretaria também está disponibilizando atendimento pelo Whatsapp (87)99165-1803. Bruna explica ainda que o principal objetivo do canal não é formalizar a denúncia em si, mas sim dar todo o suporte necessário às vítimas de violência doméstica.

Em Petrolina, a violência contra mulher pode ser denunciada através dos telefones da Delegacia da Mulher 3866-6625; Patrulha da Mulher 153, ou ainda pelo  0800 2818187 e também pelo número 180. Para prestar assistência social e jurídica, o Centro de Referência de Atendimento à Mulher (CEAM)  está funcionando em formato de plantão para orientações via ligação através do número (87)3867-3516, das 8h às 13h.

COMPARTILHAR