Após encontro, Prefeitura de Petrolina busca solução para esgotamento no Vale Dourado

Em uma reunião promovida na sede da Agência Municipal do Meio Ambiente (AMMA), na última sexta-feira (3), representantes da Prefeitura de Petrolina, da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) e da Imobiliária Porto Seguro se mobilizaram para resolver a situação da Estação Elevatória do Vale Dourado.

Durante o encontro foi definido, de imediato, que as empresas deverão regularizar os serviços de esgotamento sanitário. Ficou acordado também que a Compesa e a Imobiliária Porto Seguro serão responsáveis pela compensação ambiental derivada dos danos ambientais provocados na região e que no próximo dia 13 de agosto, as empresas enviarão seus representantes para uma nova reunião, onde será firmado um termo de transferência da elevatória da imobiliária para a Compesa.

No próximo dia 10, as nossas equipes estarão visitando o local para verificar as condições técnicas dos equipamentos, para, posteriormente, possibilitar a entrega da citada elevatória para a empresa Compesa. As equipes da AMMA e da Diretoria de Saneamento Básico estarão atuando em conjunto para sanar o problema”, afirmou Dayanna Bione, diretora de Fiscalização da AMMA.

Até a data da próxima reunião, fica definido que a rede de esgoto será operada pela Compesa e a elevatória pela Imobiliária Porto Seguro, e, sendo comprovada a operacionalidade da Estação Elevatória Vale Dourado, a Companhia de Saneamento fica responsável por todo o sistema, evitando transtornos à população.

Crime Ambiental – Em junho deste ano, a prefeitura verificou que todo o esgoto gerado no loteamento vem sendo lançado diretamente no Riacho das Porteiras, afluente do Rio São Francisco. A prática se configura como crime ambiental, conforme a legislação federal de nº 6514/2008

COMPARTILHAR