Número de ocorrências cai e São João de Petrolina é uma das festas mais tranquilas do Nordeste

Foram nove dias de muito forró e alegria no Pátio de Eventos Ana das Carrancas. O São João de Petrolina, realizado de 14 a 23 de junho atraiu quase 700 mil pessoas, que curtiram o festejo com segurança. Poucas ocorrências foram registradas pelos órgãos da segurança pública que atuaram no local.

De acordo com a Polícia Militar de Pernambuco, que atuou através do 5° BPM e do 2º BIESP, com o efetivo que variou de 130 a 190 profissionais por noite, 294 pessoas foram detidas no posto de comando, a maioria por brigas ou por embriaguez. Deles, 178 foram liberados no final do evento e, os demais, encaminhados à delegacia de Polícia Civil principalmente por desacato ou desobediência. Ainda foram registrados seis Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCOs), que são infrações consideradas de menor potencial ofensivo e uma prisão em flagrante referente à Lei Maria da Penha. Enquanto no ano passado, 11 pessoas foram presas em flagrante e 54 TCOs foram registrados.

A Polícia Civil, que contou com cerca de 26 profissionais por noite, divididos entre o pátio e o plantão na Delegacia do Ouro Preto, registrou 264 boletins de ocorrência, referentes a furtos, principalmente de celulares, documentos e dinheiro. Além disso, houve três TCOs e um Auto de Prisão em Flagrante Delito (APFD).

Trânsito

A PRF montou pontos de fiscalização nas duas vias que dão acesso ao pátio, as BRS 428 e 407. Durante a Operação São João, 1514 veículos foram fiscalizados, 28,34% a mais que no ano passado, quando 1085 foram abordados. Foram realizados 983 testes de alcoolemia e foi constatado que 13 pessoas dirigiram após beber, outras 73 se recusaram a fazer o exame. Em 2018, foram 884 testes, 12 deram positivo para alcoolemia, 54 pessoas se recusaram a fazer o exame. O número de acidentes reduziu de 8, no ano passado, para 6 neste ano.

O secretário executivo de Segurança Pública de Petrolina, José Silvestre, fez uma avaliação positiva da festa. “O São João de Petrolina cresce a cada ano e, ainda assim, conseguimos reduzir significantemente o número de ocorrências. Neste ano, só foram registradas infrações leves. A sensação é de missão cumprida, já que assumimos o compromisso de fazer uma festa bonita e segura para a população, e assim o fizemos”, constata.

COMPARTILHAR