Conjunto Arquitetônico


Construído em 1927.  É uma  construção  que   não   se   encaixa   nas   concepções estilísticas oficiais.  O tratamento destinado às cercaduras dos vãos, coroamento da platibanda e as portas de duas bandas em madeira, evidenciam uma maior intenção plástica na sua composição.  Construção quadrangular sóbria. O prédio sediou, a partir da década de 70, a Agremiação dos Universitários Petrolinenses - AGRUP.  O edifício abriga o Espaço Cultural Lula Cardoso Ayres. Foi inaugurado em 01/08/91. Fica ao lado da antiga usina de algodão, em meio a casas residenciais.

Localização: Rua Coronel José Rabelo Padilha, 821 - Centro


Construção do final do século passado. Paredes em alvenaria de tijolos, em planta retangular. A fachada é composta por uma porta principal e sete janelas em madeira. Essa residência apresenta um primoroso tratamento decorativo. No alto pode-se ver um friso em massa todo trabalhado, assim como os contornos das janelas e portas. Localiza-se na Rua Manoel Borba, 1875 - Centro.


Foi fundado em 1926, sendo o edifício sede inaugurado em 1945. Sua composição valoriza o corpo central notabilizado pelo rebuscamento no coroamento do frontispício, de concepção neo-colonial. As sucessivas ampliações na edificação mutilaram os corpos laterais originais, substituindo-os por construções que descaracterizaram a composição primitiva. Funciona como colégio e possui um memorial a Dom Bosco.


Fone: (87) 3861-0322
Site: www.domboscopetrolina.g12.br
Localização: Rua Coronel Amorim, s/n - Centro


Construído em 1926 e inaugurado em 1938. A generosidade dos vãos de porta e janelas, bem como a estilização dos adornos e frontões, sugerem a influência proto-racionalista do edifício, pertencente à Congregação Salesiana. É um importante equipamento urbano do início do século, um dos estruturadores do desenvolvimento inicial de Petrolina. Funciona ainda como Escola Normal e Ginásio N. Sra. Auxiliadora.  Em seu entorno a Praça Maria Auxiliadora e, ao lado,  a capela da escola.  Fica em meio ao centro urbano.


Localização: Praça Maria Auxiliadora


O coreto foi projetado pelo arquiteto Cosme Cavalcanti e construído na administração do prefeito Augusto de Souza Coelho ( 1982 à 1988) com o objetivo de estimular e dinamizar as atividades culturais desenvolvidas na época tais como: retretas, projeto Dançando na Praça, Serestas e realização dos aniversários da cidade.


Foi inaugurada em 1923, no Km 62 do trecho Petrolina - Pau Ferro. A estação  traz  características  da  arquitetura neo-renascentista,  usual  na  primeira metade deste século.   Possui  um  bloco  central distribuído  em  dois  pavimentos  e duas alas laterais térreas, perfeitamente simétricas e rebatidas.  A fachada posterior notabiliza-se  pela  cobertura  da   plataforma,  constituída    por  uma   leve   estrutura queapóia telhas de chapas metálicas, tendo como arremate do beiral, rendilhado de madeira, conhecido como lambrequim, no espaço onde se esperava os trens. Denominava-se Antiga Estação do Leste.

A peculiaridade  deste atrativo está no fato de que esta estação foi que fez com que o povoado  de  Petrolina se transformasse em Freguesia em 1862 incrementando o comércio. No seu interior pode-se apreciar belíssimos afrescos de autoria do Mestre Quincas. Adquirida por empresário local de rede de postos de combustíveis, foi reformada e mantidas as características originais. Abriga a sede da administração central da empresa. A visitação é permitida no horário comercial.

Está localizada em meio a uma pequena praça com mastros para hasteamento de bandeiras em cerimônias cívicas. Em frente à estação, um antigo chafariz.

Fone: (87) 3861.4953
Avenida das Nações, 131 - Centro


Foi construído em estilo neo-clássico. Uma construção arquitetônica sóbria. O edifício é fortemente marcado por um corpo central que reproduz elementos do classicismo  - embasamento, colunata, arquitrave e frontão triangular, telhado de platibandas.É sede da Diocese e residência oficial do Bispo de Petrolina. Pode ser visitado mediante solicitação. Funciona como um pequeno museu com documentos do bispado. Está situado em frente à Praça Dom Malan, ladeado pela Caixa Econômica Federal e casas residenciais. Encontra-se em bom estado de conservação.


A ponte Presidente Dutra liga os municípios de Petrolina e Juazeiro, com aproximadamente 800 metros de extensão sobre o rio São Francisco. O lançamento da estaca fundamental da ponte rodo-ferroviária contou com  a  presença  do  Presidente  Eurico Gaspar  Dutra e  dos  Governadores de Pernambuco e da Bahia, em novembro de  1948  e foi  inaugurada  em 16 de junho de 1954.



A construção do edifício-sede dos Correios e Telégrafos e do “Ponto Chic”, na década de 1930, reafirma o desenvolvimento ocorrido na cidade durante esse período. A ousadia das intenções protomodernistas é evidenciada nas edificações através da aparente modulação estrutural e da estilização dos adornos. O edifício dos Correios localizado na praça Dom Malan nº 77, no entanto, incorpora outras duas características do movimento anti-historicista do início do século: Sua implantação no centro do terreno e o desprovimento de elementos decorativos. Sua construção de 1933 mantém o mesmo partido arquitetônico das outras agências edificadas no sertão, durante este período.